sexta-feira, 1 de março de 2013

Não


Poesia perdida - Soneto


Solidando


Liberdade


Na janela... (Indriso)


Natureza Perfeita - Poemeto


De remendos e desencantos - Indriso


Minha história (Parceria)


Ficou no passado - Poemeto


Rumo certo


Solidão e tristeza (um rondel)


Apatia


Esperança


Sonhos desfeitos


Trovas ao vento


Muralha da Fé (Acróstico)


Haicai


Ama-me


Aurora do amor - Poemeto


Simplicidade


Primavera (um soneto)


No mundo da mata (Poema infantil)


Culpa do Vento (indriso)


Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Percorri caminhos diversos, até chegar aos meus versos. E, no caminho dos versos, há flores e beija-flores. Há incentivadores, impulsionadores. Esses, na virturealidade, são grandes amores... No meu jardim de flores e cores, moram versos, amores e beija-flores. Lilases e de todas as cores.

Seguidores

Arquivo do blog